As 4 cascatas mais bonitas do Gerês

Já visitei o Parque Nacional da Peneda-Gerês três vezes e cada vez que volto, conheço e reconheço sítios que me são tão estranhos e familiares ao mesmo tempo. As paisagens evoluem a um passo que não conseguimos acompanhar, de ano para ano, os caudais mudam, as folhas transformam-se e as rochas sofrem erosão. A mão do Homem é muito pouco avistada por aqueles lados, deixando a natureza construir e arranjar a seu gosto. As cascatas mais bonitas do Gerês não são excepção e variam de caudal consoante a altura do ano em que são visitadas.
 
Todo o Parque jorra uma aura de calma e serenidade, gozando da sua imensidão nos amplos vales verdes e da sua pequenez nos vários recantos cortados por águas e rochedos. É impossível visitar o Parque e não se apaixonar, pelas paisagens, as cascatas, as aldeias típicas, os pastores e o seu gado, os animais, as ruínas históricas, as pontes e principalmente, as pessoas!
 
Quer gostem ou não de água, o que mais há para ver no Gerês são cascatas! Altas, baixas, com pouco ou muito caudal, perto da estrada, longe da estrada, mais e menos conhecidas… há cascatas para todos os gostos e estejam atentos, porque elas podem aparecer, de repente junto à estrada, num simples trajecto de carro. Quanto mais afastadas das estradas, mais conseguimos desfrutar da beleza que nos envolve, com poucas pessoas e pouco ruído, a não ser o da água a bater no solo, como quem parte um tronco com um machado. Das que já visitei, deixo-vos as que acho merecerem maior atenção.

As 4 cascatas mais bonitas do Gerês

1. Cascata do Arado

É das cascatas mais visitadas do Parque, especialmente porque tem bons acessos. A estrada é de terra batida e precisa de alguma manutenção, mas o caminho faz-se até junto a uma ponte muito perto da cascata. Não é, de longe, das minhas favoritas, até porque está muito turística, com o bom acesso e o ponto de observação todo arranjadinho. É impossível não tropeçar numas quantas selfies a caminho!
 
Aconselho a, após verem a cascata, descerem até ao curso do rio e saltar pedra a pedra até as pequenas lagoas que rasgam os seixos redondos que por lá habitam. A não perder a cor da água das poças de água que o rio forma.
cascatas mais bonitas do Gerês

2. Cascata do Tahiti (ou Fecha de Barjas)

Também esta cascata se encontra localizada junto à estrada e com fácil acesso. Tem vários patamares de poças de água de um verde claro lindo que convida, sem pretensões, a banhos de sol e de água. Aconselho a percorrer os pequenos trilhos ao redor da cascata para vê-la de vários ângulos.
cascatas mais bonitas do Gerês

3. Cascata de Pitões de Júnias

Esta cascata é mais de observação, visto que não conseguimos chegar-lhe perto. É alta e parece não ter fim, já que não lhe vemos o ponto em que encontra o solo. O posto de observação fica no final de um longo e desnivelado passadiço de madeira. A descida é maravilhosa e no fim, a vista também. Aproveitem para descansar a sentir o vento, a ouvir a água que corre e a admirar o vale em redor, porque a subida é o que mais custa.
motivos para visitar Pitões de Júnias

4. Cascata de Pincães

A minha favorita! Fica no término de um trilho de 15-20 minutos que parte da aldeia de Pincães. O trilho é irregular e não é sinalizado e quando finalmente encontramos a cascata, depois de falsos positivos, encontramo-la numa abertura cirular de onde salta uma alta cascata, formando uma grande piscina de água translúcida. Mergulho certo! Sendo que fica tão afastada da estrada e o acesso não é o melhor, esta cascata encontra-se ainda no seu estado mais selvagem e natural. Por isso é, para mim, uma das cascatas mais bonitas do Gerês!
cascatas mais bonitas do gerês

PARTILHA NAS TUAS REDES

BIA DRUMOND DIAS

Viajante de coração e sonhadora de profissão, estou sempre à procura da próxima aventura. Já conheci mais de 15 países, muitos deles durante o ano em que trabalhei como Assitente de Bordo. Agora aspiro voos mais terra a terra com os habitantes do mundo inteiro!

LÊ MAIS